17 abril 2015

Entrevista:"Eu nunca sei o que esperar dele",Diz Renata Ventura,Sobre Protagonista de Seu Livro




 Recentemente,falei sobre A Arma Escarlate,e como ele foi o melhor livro que li nos últimos tempos e que,desde as sem primeiras páginas,já havia entrado pra minha lista de favoritos. Também falei que a autora,a Renata Ventura,era super atenciosa com seus leitores e fazia de tudo para conseguir responder a todos,e foi com ela que conversei. Hoje,Renata nos conta sobre esse contato com o público,o que vem lendo e nos adianta o que podemos esperar para o terceiro livro.

CM - A idéia de AAE veio numa entrevista da J.K.. Não rolou um pouco de medo do que os fãs de
Harry Potter iam achar?
RV - Eu sabia que alguns poderiam julgar antes de ler, mas que muitos seria super fofos, como todos os potterheads que eu conheço são! Acabou que foi ótimo! Assim como eu, eles também estavam
com saudades do mundo bruxo e viram, no meu livro, uma forma de não esquecer a magia.

CM - O Hugo é um daqueles personagens que quase respiram de tão humanos. Como foi a criação dum personagem que toma atitudes que o leitor reprova, mas nunca deixa de torcer por ele?
RV - O Hugo é sempre um mistério para mim. Eu planejo as cenas e ele sempre muda tudo, porque gosta de me confundir! (risos). Eu nunca sei o que esperar dele, que resposta ele vai dar para uma provocação, mas sempre me surpreendo.


CM - O que você vem lendo e indicaria pra gente?
RV - No momento, estou lendo oito livros! Alguns, para pesquisar para o livro três, outros para eu não esquecer de continuar lendo ficção,(risos). Mas o que mais estou com vontade de recomendar é um livro escrito por uma monja budista, chamado "Para uma Pessoa Bonita". Muito lindo, muito doce.

CM - O que podemos esperar quanto ao terceiro livro?
RV - Alguma tensão, principalmente na segunda parte, e uma pitada de Stephen King, talvez. (risos).

CM - Quando você se tornou uma leitora e quando
percebeu que poderia escrever?
RV - Eu sempre gostei de ler. Meus pais liam para mim antes de dormir, e logo compram Monteiro Lobato para que eu começasse a ler por conta própria! Não sei bem quando percebi que eu poderia escrever. Acho que eu sempre quis, desde os dez anos!



CM - Quais eram as suas expectativas para o lançamento de A Arma Escarlate e como está sendo receber um retorno tão positivo do publico?
RV - Eu estou amando!!! A gente sempre tem expectativas boas quando lança um livro. A dúvida é sempre "será que a gente vai conseguir alcançar nossas expectativas?" Está sendo muito bom ver que, no meu caso, a resposta foi "sim!" para esta pergunta!!! É muito bom encontrar com leitores apaixonados em feiras e bienais, autografar livros, conversar com fãs! É espetacular.

CM - Que dica você gostaria de ter ouvido no começo e daria pra quem está começando como escritor?
RV - Não ter pressa .

CM - Imagino que seus personagens são como seus filhos,como é precisar "matar" um filho e dar adeus a ele?
RN - Eu gosto mais de torturá-los, (risos) (os personagens, não os filhos, kkk).



 Espero que tenham curtido o post,eu adorei tirar minhas dúvidas quanto leitor e agradeço muito à Renata,por,além de ter escrito algumas das melhores coisas que eu já li,ter me atendido com tanto carinho...Ah! Só pra não perder o costume : Leiam "A Arma Escarlate" (e a resenha que fizemos para o livro).


Um comentário: