Pular para o conteúdo principal

O que a "Marina Silva" de Manaus tem a nos ensinar?


Em 2014, o Brasil perdia sua chance na Copa do Mundo, em derrota humilhante para a Alemanha. Toda a nação lamentou, mas uma patriota em especial chamou a atenção da internet, tratava-se da moradora de rua Maria Solange, protagonista da história que te conto hoje. Com atuação que lembrava personagens de novela mexicana popularizadas no Brasil pelo SBT, ela acusava nossa seleção de ter se vendido.



Faminta, ao fim da performance quase teatral, Maria pedia ajuda para comprar um churrasco. A mulher voltaria aos holofotes em 2020, rendendo risos em tempos sombrios e tendo seu conteúdo compartilhado até mesmo por Madonna.

Hoje conhecida como "Marina Silva de Manaus", por sua suposta semelhança física com a política do  partido REDE, ela nasceu no Ceará e foi dependente química por mais de três décadas. Aos 17 anos, sem contar com o apoio de sua família, abandonou a filha aos cuidados de uma creche. Marina Silva partiu para o Amazonas como "mula" (transportadora de drogas). Ela teve outro filho, que também viria a se tornar usuário de drogas.

Marcos e Maria Solange
Depois de suas frequentes visitas ao escritório de Marcos Bastos, pedindo ajuda para alimentar-se, o empresário de revenda de automóveis decidiu adotá-la, oferecendo-lhe condições de vida para que deixasse as drogas. Ela bem tentou, mas sofreu uma recaída após a morte de seu filho, assassinado por dever às pessoas erradas.

Para ajudar a proporcionar uma vida digna para Marina Silva de Manaus, Marcos Bastos também criou uma página na internet, onde dividia a rotina da ex-moradora de rua com milhares de fãs. Vários vídeos viralizaram, mas um em específico ganhou atenção internacional. Nele, a webstar dizia "Eu vou dançar pro meu filho!", performando a cação"Holiday", de Madonna, em seguida. A artista que dá voz a esta música se encantou com tamanha animação e compartilhou o meme em suas redes sociais.



Segundo a protagonista do vídeo, sua história com a rainha do pop é antiga e as músicas da cantora fizeram parte de sua adolescência. Aos 14 anos, ela criou um concurso chamado "Garota Veneza Tropical", onde desfilou ao som de "La Isla Bonita", de Madonna, sendo vice-campeã.

Marina, que chegou a vender a televisão, rádio e celular que havia ganhado, a fim de comprar mais drogas, reconhecia que precisava internar-se em uma clínica para se livrar do vício. Seu apelo foi ouvido, graças à projeção gerada pelo compartilhamento da cantora estadunidense. "Primeiro Jesus me notou, depois foi a Madonna", ela disse pouco antes de iniciar a reabilitação, com a ajuda do projeto social Parceiros Brilhantes.

Sua boa atuação diante das câmeras e talento natural para o humor têm explicação: Antes de ser engolida pelo narcotráfico, Maria Solange já era apaixonada por teatro, e ser atriz de humor é um sonho antigo. Outro sonho é reconquistar a filha que deixou, além de conhecer seu neto.

A chamada "Marina Silva de Manaus" virou blogueira e até tema de música, mas não esquece dos antigos amigos. Os últimos posts em suas redes sociais têm consistido em apelos para que a antiga colega das ruas, Larissa, também possa mudar de vida. "Por favor, resgatem todos aqueles que precisam", ela clama, lembrando seus seguidores de que todo morador de rua é um ser humano que merece atenção e respeito. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Betty Boop, a Verdadeira História

Apesar de não estar no ar em nenhuma animação no momento, Betty Boop é certamente uma das personagens de cartoon mais populares do mundo. Ela está por toda a parte, canetas, camisetas de times de futebol e até tatuagens de senhoras de meia idade. Mas qual a sua origem?

Inês, um retrato do Brasil

Em 2012, outro vídeo viralizava na internet. O que parecia ser só mais um meme passageiro trouxe a público uma personalidade pitoresca do país, que acabou por despertar simpatia em milhões de pessoas. Este alguém em questão é Inês Tânia Lima da Silva, mais conhecida pelo nome artístico de Inês Brasil, que, com um vídeo de inscrição para um popular reality show, viu nascer o sonho de uma carreira musical que a tirou da prostituição.

De Irmã de Kennedy a Ator de Hollywood: Vítimas Famosas da Lobotomia

Você tem depressão, alguma fobia ou questão psicológica? E se o seu médico receitasse a retirada de uma parte do seu cérebro como tratamento? Pode parecer bizarro, mas esta era uma prática comum no começo do século XX, chamada de Lobotomia. A intervenção cirúrgica desenvolvida pelo médico português António Egas Muniz perdeu popularidade por transformar os pacientes em verdadeiros vegetais quando não os levava à morte. À seguir, tratamos sobre algumas figuras conhecidas que foram vitimas do procedimento.