Pular para o conteúdo principal

Resenha de HQ: "Os Flintstones", de Mark Russell


A série animada sobre a família Flintstone, produzida pela Hanna Barbera nos anos 60, certamente fez parte da infância de todos, ganhando uma ousada releitura pelas mãos de Mark Russell e Steve Pugh, em 2016. Embora Wilma, Fred e Barney ainda vivam na idade da pedra, esta série de histórias em quadrinhos traz conflitos que refletem e criticam nossa sociedade atual.



Esta obra prima que você precisa ler urgentemente retrata a formação da nossa civilização, sendo uma sátira sobre a construção das estruturas sociais que conhecemos hoje. "Os Flintstones" fala sobre a indústria da guerra, conservadorismo, capitalismo (por que choras, Estados Unidos da América?), política, sexismo, exploração da força de trabalho, patriarcado e até especulação imobiliária.


Fred e Barney acabaram de voltar de uma guerra desnecessária, frequentando grupos de apoio e tendo que lidar com seus próprios traumas. À partir daí já se pode entender o tom que a história terá. Embora a HQ seja sombria, é absolutamente hilária e traz uma profundidade a estes personagens clássicos, como nunca visto antes.

Você se lembra de como no desenho animado os moradores de Bedrock utilizavam animais para substituir os eletrodomésticos e objetos modernos? Apois, no quadrinho em questão é levantada a discussão sobre exploração animal também, achei uma sacada genial. Vale destacar a amizade supimpa entre um tatu e um elefante, que chega a emocionar.


Li os dois encadernados publicados pela Panini e, apesar de alguns problemas de formulação de frases (coisa de tradução, né, galera) no volume dois, os recomendo imensamente. De fato, é uma das melhores histórias em quadrinhos que já li na vida.



Nos últimos anos, a DC vem dando roupagens mais sérias e modernas para os personagens clássicos da Hanna Barbera e, assim como fez com a família Flintstone, fez com a turma do Scooby Doo, Corrida Maluca e Future Quest. Devo dizer que tô gostando pra caramba.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Betty Boop,a Verdadeira História

Apesar de não estar no ar em nenhuma animação no momento, Betty Boop é certamente uma das personagens de cartoon mais populares do mundo. Ela está por toda a parte, canetas, camisetas de times de futebol e até tatuagens de senhoras de meia idade. Mas qual a sua origem?

O Que Houve com Laurie Forman de "That's 70 Show"?

"That's 70 Show" é uma das sitcoms de maior sucesso já produzidas. A série era centrada num grupo de amigos do Wisconsin que, diante das poucas opções de entretenimento da época em que a história se passa, gastava seus dias reclamando da vida no porão de Eric, protagonista do seriado. A irmã mais velha dele, Laurie, foi crescendo na história até fazer parte da turma. Mas, na metade da série, a personagem sumiu abruptamente. 

Inês, um retrato do Brasil

Em 2012, outro vídeo viralizava na internet. O que parecia ser só mais um meme passageiro trouxe a público uma personalidade pitoresca do país, que acabou por despertar simpatia em milhões de pessoas. Este alguém em questão é Inês Tânia Lima da Silva, mais conhecida pelo nome artístico de Inês Brasil, que, com um vídeo de inscrição para um popular reality show, viu nascer o sonho de uma carreira musical que a tirou da prostituição.