Pular para o conteúdo principal

Ícone negro, sucesso mundial e inspiração para Betty Boop: Conheça Baby Esther


Se você der uma conferida nos nossos posts mais vistos, vai notar que um em que conto a história por trás da criação da Betty Boop é o mais popular. Entendendo que algumas pessoas são completamente obcecadas por essa personagem (rs), resolvi falar mais sobre Baby Esther, a criança afro-americana que originou os trejeitos, voz e técnicas vocais que se tornaram característicos da Betty.
Ficheiro:Helen Kane and Betty Boop - Photoplay, April 1932.jpg ...
Betty Boop nasceu como uma caricatura de Helen Kane, atriz e cantora que se tornou conhecida por seu estilo "baby", interpretando canções de um jeito meigo e cantando "boop-oop-a doop" durante elas. Além de possuir visual parecido com o seu, Betty tinha todas essas características. Em 1932, Helen Kane processou o estúdio responsável pelas animações, exigindo 250 mil dólares por concorrência desleal e por terem copiado sua personalidade.

Helen perdeu a ação, pois ficou provado que a própria havia copiado o estilo de uma cantora mirim de jazz: Baby Esther. A artista se apresentava em clubes do Harlem, bairro onde Helen cresceu. Após vê-la se apresentando em 1928, tanto seu estilo de interpretação, quanto o famoso "boop-oop-a doop" (?) foram usurpados da criança. A maior prova do inquérito foi uma gravação sonora, de uma apresentação de Esther.

Apesar de ser pouco lembrada, Baby Esther fez muito sucesso. Numa turnê mundial, passou inclusive por países da América do Sul, como o Brasil, em 1932, cantando em inglês, português, francês e alemão, o que rendeu elogios até do então presidente. 


No Rio de Janeiro, a imprensa a cercava, perguntando repetidamente sobre como havia conseguido fugir da perseguição e linchamento de negros realizada no Texas e Alabama. A pequena respondeu que ficando longe do sul para evitar a ira dos racistas.

Foram muitas as dificuldades que enfrentou, sendo impedida de acessar espaços e fugindo constantemente do racismo para seguir com a sua arte.

O escritor Jo Otten era um grande fã da menina...até meio obcecado. Ele relatou que a alegria transmitida por Esther o tinha ajudado a vencer uma depressão, e batizou a filha com o nome da menina. Ele também contou que o tio da Baby Esther, que costumava acompanhá-la nas turnês, foi morto em um dos clubes onde ela deveria se apresentar. O contratante o teria assassinado ao descobrir que tinha pago pelo show de uma afro-americana.

Esther e um ator podre de blackface
Muitos se referiam a ela como a "Shirley Temple Negra" (Shirley foi tida como a maior artista mirim de todos os tempos) e, assim como ela, Baby Esther sumiria dos palcos ao crescer.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Betty Boop, a Verdadeira História

Apesar de não estar no ar em nenhuma animação no momento, Betty Boop é certamente uma das personagens de cartoon mais populares do mundo. Ela está por toda a parte, canetas, camisetas de times de futebol e até tatuagens de senhoras de meia idade. Mas qual a sua origem?

Inês, um retrato do Brasil

Em 2012, outro vídeo viralizava na internet. O que parecia ser só mais um meme passageiro trouxe a público uma personalidade pitoresca do país, que acabou por despertar simpatia em milhões de pessoas. Este alguém em questão é Inês Tânia Lima da Silva, mais conhecida pelo nome artístico de Inês Brasil, que, com um vídeo de inscrição para um popular reality show, viu nascer o sonho de uma carreira musical que a tirou da prostituição.

De Irmã de Kennedy a Ator de Hollywood: Vítimas Famosas da Lobotomia

Você tem depressão, alguma fobia ou questão psicológica? E se o seu médico receitasse a retirada de uma parte do seu cérebro como tratamento? Pode parecer bizarro, mas esta era uma prática comum no começo do século XX, chamada de Lobotomia. A intervenção cirúrgica desenvolvida pelo médico português António Egas Muniz perdeu popularidade por transformar os pacientes em verdadeiros vegetais quando não os levava à morte. À seguir, tratamos sobre algumas figuras conhecidas que foram vitimas do procedimento.