13 fevereiro 2019

Resenha da HQ nacional de heroínas "As Empoderadas", de Germana Viana




Escrita e ilustrada pela quadrinista Germana Viana, "As Empoderadas" é uma HQ sobre três moradoras da cidade de São Paulo que são atingidas por uma tempestade solar e ganham superpoderes. Além de enfrentarem problemas comuns às mulheres, Li, Dani e Fabíola agora têm que lidar com supervilões.

Daniela é casada e está desempregada desde que se tornou mãe de gêmeas, Fabíola é uma mulher de meia idade que haje na contramão do que sua família tradicional espera e tem seu próprio escritório de advocacia, já Li é uma jovem universitária enfrentando problemas típicos do inicio da vida adulta. Quando um estranho fenômeno dá poderes a pessoas por todo o mundo, seus destinos se cruzam. Agora, uma tem superforça, a outra atravessa paredes e a terceira pode se transformar num fucking dragão azul! Elas decidem usar suas novas habilidades em prol da sociedade e ganham da mídia o apelido de "As Empoderadas". 

Apesar de partir de um ponto comum a outras histórias de heróis, o quadrinho ganha muito pela sua atualidade e pelas protagonistas quase palpáveis de tão reais. Algo muito legal é que a autora não escolheu criar uma cidade fictícia para ser cenário de "As Empoderadas". Isto, unido à mídia sensacionalista e aos problemas sociais retratados, traz certo realismo à história e aproxima o leitor. Sem didatismo, Germana Viana te convida a refletir sobre temas como homofobia e machismo, claro, te fazendo rir à beça entre uma reflexão e outra.

A autora é conhecedora do mundo dos heróis e faz piadas com os clichês desse universo. Muitas dessas boas observações surgem através de comentários das filhas de Dani, minhas personagens preferidas. Todos da história em quadrinhos são muito bem construídos, cheios de camadas, mas o núcleo da família de Daniela é especialmente encantador.

É muito interessante observar que as três dificilmente iniciariam uma amizade não fosse a situação adversa e como , até o fim da HQ, se tornam extremamente necessárias uma na vida da outra. Devo dizer que "As Empoderadas" entrou para minha lista de leituras favoritas e, se você curte girl power e bom humor, pode entrar pra sua também.

Nenhum comentário:

Postar um comentário