30 janeiro 2019

Milli Vanilli : A Maior Farsa do Mercado Musical

Resultado de imagem para MILLI VANILLI

Diversos artistas do cenário musical já provaram que é possível fazer sucesso sem cantar. No fim dos anos oitenta, uma dupla levou isso a sério demais. Eles eram Milli Vanilli e tiveram êxito mundial dublando musicas secretamente cantadas por outros três rapazes e até duas mulheres. Para o empresário que formou Milli Vanilli, os cantores reais não tinham uma imagem comercial, diferente dos dançarinos Fabrice Morvan e Rob Pilatus.



Fabrice e Rob eram dançarinos e aspirantes a modelos quando se conheceram. Os dois foram descobertos pelo empresário alemão Frank Farian numa boate de Berlim. Este os convenceu a tornarem-se a face pública de um grupo cujas reais vozes eram de Charles Shaw, John Davis, Brad Howell e das gêmeas Jodie e Linda Rocco. 

Em 1989, alcançaram sucesso em todo o mundo com o álbum "Girl You Know It's True". Além de os levar a ter uma música na trilha sonora da Globo (honraria de poucos), o trabalho rendeu um Grammy de Melhor Artista Estreante. As suspeitas quanto a quem realmente cantava as músicas do disco só vieram durante uma apresentação gravada pela MTV, quando a fita que tocava a canção de Milli Vanilli emperrou e o que se sucedeu foi um looping de "girl you know it's, girl you know it's, girl you know it's....". A dupla entrou em desespero e Rob chegou a deixar o palco. O público mal notou o incidente, mas os críticos sim. Foi quando os rumores começaram. 



 O duo dublava até mesmo os raps de suas músicas. O trabalho ficava a cargo do rapper Charles Shaw, que revelou em entrevista que Fabrice e Rob eram apenas "dublês" e não cantavam qualquer uma das músicas do próprio álbum. Nesta fase, Milli Vanilli quebrava todos os recordes e, para não atrapalhar seu sucesso, o empresário da banda ofereceu dinheiro a Charles, que rapidamente retirou as acusações. 

O vicio em cocaína deixou Rob Pilatus fora de controle e, em entrevista, disse achar "sua" música superior à de Paul Mcartney, Mick Jagger e Boby Dylan, definindo-se como "o novo Elvis". Ás vezes o individuo está louco na droga mesmo. Em vista deste tipo de comportamento e da vontade da dupla de passar a pôr suas próprias vozes nas músicas que performavam, ameaçando revelar a farsa caso contrário, o empresário Frank Farian contou a verdade à imprensa em novembro de 1990. 

 Daí em diante, foi só ladeira abaixo. Seu Grammy foi retirado, seus discos removidos das lojas, seu contrato com a gravadora encerrado e vieram milhares de processos relacionados aos direitos do consumidor. Como o segundo álbum já estava pronto, Frank mudou o nome para "A Hora da Verdade" e até mesmo tentou seguir o grupo com os cantores reais. Durou pouco. Enquanto isso, Rob e Fab trocavam de empresário e tentavam provar seu valor em um disco com suas próprias vozes, mas a gravadora não investiu em divulgação, resultando num grande fracasso. A dupla não demorou a se separar.


(tô doido ou a voz do Fab lembra a do Michael Jackson?)

No auge da pressão da imprensa, Rob Pilatus misturou álcool com medicamentos prescritos, cortou um pulso e ameaçou pular da sacada de um hotel enquanto gritava com histeria. O acontecimento teve ampla cobertura da mídia. Em 1997, o empresário que os descobriu concordou em produzir um novo álbum com suas vozes. Durante o processo, Pilatus cometeu crimes, voltou-se às drogas e morreu de overdose. O disco segue inédito até hoje. 

Resultado de imagem para milli vanilli 2015


Fabrice Morgan pôde desenvolver seu talento musical mais tarde, tendo uma carreira solo e retornando ao Milli Vanilli recentemente. Agora, acompanhado por John Davis, que cantava as partes dubladas por Rob Pilatus. Se Frank Farian tivesse tido um pouco mais de paciência quanto ao sotaque francês de Fabrice e trabalhado melhor os vocais do duo, talvez a parte trágica da história de Milli Vanilli tivesse sido evitada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário