31 dezembro 2017

A Moda Vitoriana de se Fotografar Mortos

Pessoa morta viva 3

2017 está chegando ao fim e nada melhor para encerrar o ano que um post sobre fotos de pessoas mortas. A moda das fotos pós morte teve inicio na Inglaterra , quando um parente da Rainha Vitória (1819-1901) faleceu e esta quis que o fotografassem para guardar a  imagem de lembrança. Por mais macabro que pareça hoje, durante a Era Vitoriana, tinha-se a crença de que os registros fotográficos mantinham a alma do falecido viva de algum modo, sendo comum que pessoas vivas posassem junto de seus familiares mortos.


Diante da disseminação da moda entre as classes mais abastadas da Europa , muitos retratistas
especializaram-se em fotografar cadáveres. Vistas as diversas epidemias e o índice de mortalidade (principalmente infantil) alto da época, dá pra imaginar como este era um mercado promissor . Á fim de criar uma boa recordação, o morto era maquiado e  posicionado para parecer vivo, usando moveis e madeira como apoio. Quando os olhos do falecido custavam a abrir, o maquiador tratava  de desenhar pupila e iris nas pálpebras dele ou posicioná-lo de modo que parecesse dormir. Na foto acima, todas as senhoras estão mortas. A de costas teve seu rosto desfigurado.

                



Não fossem as mãos em tom escuro explicitando a falta de vida no corpo da moça de pé, seria difícil acreditar que era ela a falecida do registro. Tirar um retrato, embora fosse mais barato que uma pintura, ainda era um evento, algo raro de se realizar . Então a maioria só tinha a oportunidade de fazê-lo após sua própria morte ou a de um parente.


Foto de gêmeos




Quando a família não se reunia inteira para posar ao lado de suas crianças mortas, colocavam as vivas para exercer o papel. Á esquerda, vemos bebês gêmeos, um vivo e outro não. Na foto seguinte, um casal de irmãos. Dá pra sentir o desconforto da garota em posar ao lado do falecido irmão  cuja mão foi posicionada em seu ombro. 

                   


Engana-se quem pensa que o costume ficou na Era Vitoriana e não chegou em terras tupiniquins. Tirada nos anos 30, a foto acima mostra Julieta Bosco e Idalina Tozzi em um enterro na Vila de São João Velho, São Paulo.

    18 fotos assustadoras post-mortem da Era Vitoriana (18)

A melhora da saúde européia tratou de diminuir a prática até que fosse totalmente  extinta, ficaram as obras que ainda são objetos de estudo e fascínio para muitos.

16 comentários:

  1. Oiii,

    Nossa essa prática é no minimo bizarra né? Algumas fotos eu realmente não teria percebido que a pessoa estava morta, como a da garota em pé, mas algumas são realmente assustadoras como as das senhoras mortas e esta ultima do bêbê.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com/

    ResponderExcluir
  2. Heiii, tudo bem?
    Nossa, nao sabia de nada disso e vendo as fotos das senhoras confesso que nao se nota que elas estao mortas!
    Realmente foi um trabalho e tanto, mas eu nao teria coragem de ser fotografada com ninguem morto, Deus me livre.
    Muito bom o post, diferente e informativo.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bom?

    Eu não conhecia essa "moda" e, apesar de ser horripilante (eu mesma não tiraria foto com um morto), eu entendo as família que assim fizeram. Como você disse, a foto não era acessível como hoje, em que podemos tirar milhares de fotos apenas com um celular, e sim eram caros. Realmente, a única forma de uma família preservar essa memória, que mesmo cara era mais barato que a pintura - eram quando morriam. Acho que se eu tivesse vivido na época, teria ficado com a cara igual da menininha com o irmão, rs.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Eu já tinha lido sobre esse assunto antes e achei MUITO bizarro! Ainda bem que a prática foi extinta. Imagina só! hahahah Post bem interessante, gostei :D

    Abraço

    ResponderExcluir
  5. Como diz minha falecida vó: Deus me defenda. Não gosto nem de ir em velório pra não ficar com a lembrança da pessoa morta na cabeça, imagina que vou querer uma foto dela morta kkk Cada coisa que nossos antepassados inventava, que fala sério.

    Beijos
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem?
    Apesar de ser um pouco macabro, eu adoro muito, acho bastante artístico. Para mim, vejo uma essência de vida pós-morte, não sei muito sobre o assunto, mas é algo bastante bonito, com o tempo, a prática de fotografar mortos acabou, porém acho que ainda tem gente que faz isso, mas as fotos não vêm em público.

    Abraços,
    https://jovemcigano.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Li sua resenha sem ver as fotos, sou medrosa demais pra isso haha acho essa moda tremendamente macabra e me assusta demais, mas também acho de uma criatividade surreal. Achei seu post bastante curioso e olha... Nao conseguirei dormir a noite haha.

    ResponderExcluir
  8. Cada doido com sua mania ne...mas é meio estranho, surreal... Amei seu post por ser tao diferente e sinistro....se isso vira moda de novo eu saio correndo pras colinas kkkkkkk

    Bruna
    https://odiariodoleitor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi tudo bem?
    Me dá arrepios ver fotos assim, mas na época vitoriana era normal, mas assim mesmo é meio surreal isso kkkk, parabéns pelo post. Bjs!

    ResponderExcluir
  10. Oi, Kauan!
    Fascínio, não. Eu acho que deveria ser ainda um objeto de estudo, mas as pessoas estranhas que submetiam seus filhos a esse tormento de posar com gente morta... Eu hein... rsrs
    Bjos
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  11. Gente, que coia mais louca. Ainda bem que hoje em dia não precisei passra por isso. Apesar das fotos parecerem normais, da um calafrio só de imaginar.
    Bjs, Tell me a Book

    ResponderExcluir
  12. Oiii tudo bem??

    Já havia visto uma postagem sobre isso, e você foi bem bonzinho, já vi fotos piores mais assustadoras.
    É muito bizarro a pratica, mas todos os costumes tem um porque, mesmo que mais estranho possível.
    Legal o post.
    Bjus Rafa

    ResponderExcluir
  13. Oie amore,

    Curuzesss... que post mais medonho... rs.
    Conheço alguém que iria curtir pacas - minha mãe, ela é necropsita, acho que é assim que se diz rsrs!


    Beijokas!!!
    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir
  14. Oi!

    Eu acho essas fotos muito tensas e bizarras. Da muito medo de olhar. Mas foi muito interessante seu post, acredito que para muita gente essa pratica é desconhecida até hoje, mas ainda bem que não é mais praticada, rs.

    beijos!

    ResponderExcluir
  15. Olá Kauan!!!
    Que post sinistro esse!!!
    Eu me recusaria a tirar uma foto dessa e passaria o resto da vida assombrada. JESUS!!! já estou até me benzendo aqui rsrsrsrs
    Mas é muito interessante saber sobre essas informações que eu ainda desconhecia.

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Oi Kauan, como está?
    Já vi um monte de textos sobre isso e por mais matérias lidas que passaram por mim, não deixo de me impressionar com porque é difícil imaginar que isso já foi prática comum. Sério, tem vezes que eu paro e penso: como pode ter sido isso? É impressionante como antigamente parece ter sido a um milhão de anos.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://www.galaxiadeideias.com/
    http://osvampirosportenhos.blogspot.com

    ResponderExcluir