Pular para o conteúdo principal

'Adotada','Catfish' e 'Lucky Ladies Brasil',Três Realities Para Acompanhar



 No post de hoje venho falar de três realities que me fizeram mudar minha opinião sobre o gênero. Acostumado com "A Fazenda" e "Big Brother Brasil",não era de se surpreender que eu tivesse um pé atrás com realities,mas eu conheci o mundo da maravilhosa TV fechada e venho falar sobre os três reality shows que venho acompanhando.

 Recentemente,a MTV foi devolvida á Viacom,e assim,o canal se tornou fechado e passou a exibir enlatados. Pelo menos algo bom veio disso. Quem nunca conheceu alguém pela internet de quem gostou e pensou "Putz,por que você mora tão longe?"? Pois é,"Catfish" vem para ajudar esses casais formados virtualmente. Tudo começou quando Nev Schulman foi atrás da mulher pela qual se apaixonou,e levou Max,para registrar tudo e transformar num documentário. A garota não era nada do que ele espera,mas algo bom saiu disso,nasceu o reality "Catfish",que teve sua veracidade discutida,mas que ainda é bem divertido. Os caçadores de perfis falsos fazem muito sucesso e tem um formato bastante original e curioso,certamente vai te entreter.


  E a lei da cota de produções nacionais em canais fechados nos fez mais um favor,criando "Adotada". Depois de ser a jurada ranzinza no reality "Papito In Love",a promoter (mais uma daquelas profissões de artista que não tem profissão) e DJ (...) Maria Eugênia ganhou seu proprio programa. Agora,a ruiva é adotada por uma família diferente a cada semana. A temática é bem parecida com a do finado "Troca de Família",só que muito melhor. Maréu tem personalidade forte (e já provou ser meio louca,já que sabemos que esta é ex do Supla) e é o maior diferencial que "Adotada" traz. O reality tem sido bastante visto e já está em sua segunda temporada.


 Funkeiras são conhecidas por seus barracos temperamentos fortes e,às vezes, por sua música. Imagine cinco delas confinadas numa cobertura de frente para o mar e tendo Tati Quebra Barraco como mentora. Isso que você vê em Lucky Ladies Brasil. A série,que originalmente era uma especie de "Mulheres Ricas",vem com um tema bastante brasileiro. No elenco estão Mulher Filé,Mary Silvestre,MC Carol de Niterói,MC Sabrina e Karol Ka,que o blog já entrevistou anteriormente. "Nós tá aqui pra fazê a dupla da gente,nós seis",se a Tati não conseguiu te explicar qual o proposito do programa,eu explico; O objetivo de tudo é produzir uma música cantada por todas as seis e acompanhar suas carreiras. É meio que obvio que estive muito ansioso pela estréia,afinal,venho acompanhando a carreira da Karol Ka há tempos. Infelizmente,o público não quer verdade,ele quer entretenimento,e ela vem sendo mostrada como vilã,mas ainda recomendo muito e tenho certeza de que vai te render boas risadas como vem rendendo pra mim.

 Você pode conferir "Catfish" e "Adotada" na MTV e "Lucky Ladies Brasil" no Fox Life. Não vai deixar de acompanhar.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Betty Boop, a Verdadeira História

Apesar de não estar no ar em nenhuma animação no momento, Betty Boop é certamente uma das personagens de cartoon mais populares do mundo. Ela está por toda a parte, canetas, camisetas de times de futebol e até tatuagens de senhoras de meia idade. Mas qual a sua origem?

Inês, um retrato do Brasil

Em 2012, outro vídeo viralizava na internet. O que parecia ser só mais um meme passageiro trouxe a público uma personalidade pitoresca do país, que acabou por despertar simpatia em milhões de pessoas. Este alguém em questão é Inês Tânia Lima da Silva, mais conhecida pelo nome artístico de Inês Brasil, que, com um vídeo de inscrição para um popular reality show, viu nascer o sonho de uma carreira musical que a tirou da prostituição.

De Irmã de Kennedy a Ator de Hollywood: Vítimas Famosas da Lobotomia

Você tem depressão, alguma fobia ou questão psicológica? E se o seu médico receitasse a retirada de uma parte do seu cérebro como tratamento? Pode parecer bizarro, mas esta era uma prática comum no começo do século XX, chamada de Lobotomia. A intervenção cirúrgica desenvolvida pelo médico português António Egas Muniz perdeu popularidade por transformar os pacientes em verdadeiros vegetais quando não os levava à morte. À seguir, tratamos sobre algumas figuras conhecidas que foram vitimas do procedimento.