13 abril 2015

Laika,A Cadela Que Chegou ao Espaço Antes do Homem



Depois do sucesso com o lançamento do Sputinik 1,o líder da União Soviética solicitou um novo lançamento dum satelite artificial para o aniversário da Revolução Russa. O satélite estava em construção,mas não ficaria pronto para a data,sendo descartado e vindo a se tornar o Sputinik 3.

 Agora tinham a missão de construir um modelo mais simples em quatro semanas,só que com um detalhe: Este levaria um animal vivo em seu interior,é aí que Laika entrou em cena.

 Laika, Albina e Mushka foram treinadas e testadas pelo cientista Oleg Gazenko para a missão.Era necessária uma cadela que tivesse facilidade de adaptação a lugares pequenos e Laika foi a escolhida e Albina era sua principal substituta. Laika era uma cadela que vivia pelas ruas de Moscou,quando,aos três anos,foi capturada para o programa espacial.

Havia comida o suficiente para o voo de sete dias,espaço limitado,bolsa para armazenar dejetos e controle de pressão arterial e batimentos cardíacos. Três dias antes,Laika foi posta no Sputinik 2,afim de ajudar na conservação térmica. O lançamento aconteceria  em 3 de novembro de 1957. Seus sinais vitais eram monitorados e tudo estava bem,a não ser por sua frequência cardíaca que havia aumentado muito. Ao alcançar a órbita, a ponta cônica do Sputnik 2 desprendeu-se com sucesso,mas o mesmo não aconteceu com o "Blok A",que,não se desprendendo impediu o controle térmico.

 O pulso de Laika veio a descer e foi descoberto que a cadela tinha entrado em estresse,mesmo assim,os dados diziam que ela estava comendo. Sete horas depois,a recepção dos dados vitais pararam. Mas qual foi a informação que Moscou passou para o resto do mundo? Que Laika tinha comportamento calmo e que desceria na terra de paraquedas em breve. E um cão realmente pousou em  Santiago do Chile,mais tarde,descobriram que era macho e que não passava duma brincadeira.

 

 Mais tarde,foi descoberto que nunca se esperou que Laika retornasse e que a nave não tinha condições de trazê-la. Após o décimo dia de orbita,a dariam comida envenenada,mas não deu tempo. Sua experiência durou apenas sete horas. 163 dias depois,a nave se chocaria com a atmosfera e explodiria junto com os restos da cadela. Mas para alguma coisa serviu,a morte de Laika levou o mundo a um debate sobre a exploração dos animais em experimentos e experiencias como essa. Não que muitos outros casos não tivessem ocorrido antes,mas esta foi a primeira vez em que um animal foi mandado sem esperança de retorno.

2 comentários: