28 abril 2015

'História de Dois Amantes',o '50 Tons de Cinza' da Era Medieval escrito por um Papa



 Um dos livros mais vendidos dos últimos tempos é o companheiro de cabeceira de várias donas de casa,chamado de "50 Tons de Cinza",mas engana-se quem pensa que uma fanfic erótica de Crepúsculo consegue ser publicada. Isso já aconteceu pela era medieval,entre 1467 e 1470...Tá,talvez não fosse uma fanfic de Crepúsculo,mas foi escrito por pessoas com vidas igualmente movimentadas e cheias de emoção. "50 Tons de Cinza" foi escrito por  Erika Leonard James e "História de Dois Amantes" por um Papa.


  Enquanto seu tataraneto fala sobre uma garota que cai sempre que avista em seu amado e parece não estar agindo com 100% de seu cérebro,o livro do Papa Pio II contou uma história ambientada em Siena,sobre Lucretia,a mulher casada que se apaixona por Euryalus. Depois das duvidas quanto a correspondência um do outro,eles começam a escrever cartas e o resto você pode conferir durante qualquer show do Mister Catra. Os protagonistas acabaram sendo identificados como baseados no chanceler Kaspar Schlick  e numa filha do ancião Mariano Sozzini.


 O livro erótico escrito pela maior figura religiosa do mundo era garantido em várias estantes por todo o mundo no século quinze e foi um dos primeiros sucessos da literatura mundial. Enfim,cuidado com o que você fala num confessionário com um aspirante a lider religioso,você pode acabar se tornando um dos primeiros best-sellers do mundo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário