20 dezembro 2014

100 Anos de Saraiva


A primeira coisa que voce vai pensar é que fiz parceria com a Saraiva (quem dera!) e isso é uma propaganda. Engano seu,coisinho. Este post tem como finalidade unicamente homanagear a livraria que mais visitei na vida... e onde mais vi meu pobre dinheirinho me dar "adeus".

 No mesmo ano em que Monteiro Lobato criava o Jeca Tatu,Chaplin criava Carlitos e Joaquim Ignácio criava a querida Saraiva. Em São Paulo,perto duma faculdade de direito,nascia a Livraria Acadêmica,especializada em livros jurídicos. Estes podiam ser pagos quando os estudantes pudessem,isso graças a um sistema de crédito criado pelo sr. Saraiva.

A relação de Saraiva com os alunos era tão proxima que chegava a causar ciumeira em professores. A livraria viria a editar titulos proprios e começaria a se tornar o que é hoje.

No inicio dos anos quarenta acontecia a primeira noite de autógrafos na Saraiva. O escritor era Erico Verissimo e a obra era "Saga". Anos depois viria a diversificação editorial,começando por livros de português. Nos anos seguintes haveria venda de porta em porta,inauguração da primeira MegaStore até a inauguração do site de vendas. Não posso esquecer da minha parte favorita,a Saraiva passou até a transformar textos de escritores independentes em livros através da plataforma de self-publishing.

Não podia deixar de fazer este post e prestar as minhas homenagens para a minha segunda casa . São poucos os lugares onde me sinto á vontade,e a Saraiva é um destes. Lá posso ouvir Beatles e ler mangás...ao mesmo tempo. Cara,ainda tem comida,tô com um projeto de me ficar lá até o Jorge Saraiva Neto aparecer e me expulsar. O evento está sendo comemorado em todo o país. Mais uma vez : Parabéns para a Saraiva e para todos que fazem ela ser o que é e mantém vivo o sonho do sr. Joaquim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário