Pular para o conteúdo principal

Ator Global Foi Enterrado Vivo?!

 

No dia 18 de agosto de 1972,morria Sérgio Cardoso, vitima de um ataque cardíaco. O ator era consagrado, tinha quarenta e sete anos e viria a óbito num hospital do Rio de Janeiro. O Brasil se comoveu e, quem pôde, compareceu no seu enterro. Foram cerca de quinze mil pessoas para se despedir daquela figura carimbada nas novelas da rede Globo.

 O que a família não esperava é que logo surgiria um boato que repercutiria, e muito, na mídia do país. Comentava-se que Sérgio tinha catalepsia, uma doença que o deixava com os membros rígidos durante horas...como se estivesse...MORTO. Sergio Cardoso teria sido enterrado vivo?!

 Falou-se por tempos que a família tinha pedido a exumação do corpo e que ao abrir o caixão...Sérgio havia mudado de posição. O ator estaria de bruços e com arranhões no rosto. A lenda foi contada por anos com versões diferentes, causando medo em familiares de vitimas de ataque cardíaco.

 O esclarecimento final viria anos depois, pelas mãos do Fantástico. O tabelião Manoel Olegário declarou em entrevista que era amigo de Cardoso e que o ator já tinha dito-lhe ter medo de ser enterrado vivo por conta da sua doença. 


A declaração seria derrubada pela atriz Nydia Licia, que fora casada por dez anos com Sérgio Cardoso. Nydia dizia que o assunto ainda causava muito sofrimento à família e que o ator nunca havia comentado sobre este medo. "Ele nunca teve catalepsia, certeza absoluta. Não somente jamais manifestou algum sintoma de doença nervosa no período que estivemos casados nem depois. O povo pode comentar, mas não é verdade”, disse.

 Nydia completou dizendo não conhecer Manoel e que se o ex-marido o tivesse declarado isso, não significava absolutamente nada. O boato tinha começado com uma pessoa desconhecida de Manaus, que havia dito isso tudo a um jornal. Com tudo desmentido, Nydia disse esperar que o publico tivesse entendido e que o assunto acabasse...e acabou.

 No minimo curioso,não?

Comentários

  1. Meu tio, faleceu quando eu tinha 7 anos, seu irmão, meu pai Mario da Fonseca faleceu 4 anos depois de infarto, muito triste, duas figuras maravilhosas que não pude conviver, mas Deus sabe o que faz. Minha mãe sempre contou em suas lembranças, que foram dois seres humanos maravilhosos e bons para as pessoas.

    ResponderExcluir

Postar um comentário