Pular para o conteúdo principal

Qual Foi o Primeiro Livro Impresso do Mundo?



De repente me vem uma vontade louca de bloggar...Enfim, ce já parou pra pensar qual foi o primeiro livro impresso em todo o mundo? Pois, nós, desocupados que vocês leem, pensamos e contamos pra você em cinco, quatro, três, dois...AGORA!

 Uma grande conquista da humanidade ocorreu no século XIV, na Idade Média, e foi o primeiro livro a ser impresso. O acontecimento só viria a ser possível por conta da invenção da prensa com tipos móveis de Johannes Gutenberg. A primeira obra a ser impressa seria o maior sucesso atemporal do mundo, a Bíblia, com 664 páginas.

 A impressão contava com escrita em estilo gótico e cerca de 300 exemplares. O trabalho da primeira Bíblia impressa começou em 23 de fevereiro de 1455 e demorou 5 anos. Atualmente, existem cerca de 60 dessas Bíblias espalhadas pelo mundo, sendo doze delas em pergaminho. É possível encontrar exemplares em universidades da Alemanha.

 Este foi, sem dúvidas, um grande passo pro homem. Talvez o mais importante, principalmente por facilitar o armazenamento e  e transmissão de conhecimentos. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Betty Boop, a Verdadeira História

Apesar de não estar no ar em nenhuma animação no momento, Betty Boop é certamente uma das personagens de cartoon mais populares do mundo. Ela está por toda a parte, canetas, camisetas de times de futebol e até tatuagens de senhoras de meia idade. Mas qual a sua origem?

Inês, um retrato do Brasil

Em 2012, outro vídeo viralizava na internet. O que parecia ser só mais um meme passageiro trouxe a público uma personalidade pitoresca do país, que acabou por despertar simpatia em milhões de pessoas. Este alguém em questão é Inês Tânia Lima da Silva, mais conhecida pelo nome artístico de Inês Brasil, que, com um vídeo de inscrição para um popular reality show, viu nascer o sonho de uma carreira musical que a tirou da prostituição.

De Irmã de Kennedy a Ator de Hollywood: Vítimas Famosas da Lobotomia

Você tem depressão, alguma fobia ou questão psicológica? E se o seu médico receitasse a retirada de uma parte do seu cérebro como tratamento? Pode parecer bizarro, mas esta era uma prática comum no começo do século XX, chamada de Lobotomia. A intervenção cirúrgica desenvolvida pelo médico português António Egas Muniz perdeu popularidade por transformar os pacientes em verdadeiros vegetais quando não os levava à morte. À seguir, tratamos sobre algumas figuras conhecidas que foram vitimas do procedimento.