05 abril 2014

Conheça Amelia Earhart ,Pioneira na Aviação e na Luta Pelos Direitos da Mulher!



 Quando falamos em aviação,quem vem à sua cabeça? Santos Dummond. Já falei aqui no blog sobre a possível picaretagem dele,e sobre ele não ter inventado o avião,mas hoje o assunto não é ele,nem os verdadeiros inventores do avião. Vim falar sobre uma pessoa que ,muito provavelmente,você não conheça. Ela é Amelia Earhart.

 Amelia foi uma criança muito travesse e independente. Amelia Mary Earthart teve o nome escolhido por uma tradição da familia (juntar os nomes das avós) e era a

"chefe" das irmãs. Desde de pequena vivia trepando em arvores,colecionando insetos,atirando e etc. Isso fez com que alguns biógrafos dissessem que ela tinha tendências masculinas.
 Seu primeiro voo teve filme trágico. Ela acabou com o lábio partido e a sexta (o compartimento onde o piloto ficava) do avião quebrada. Amelia saiu e gritou para a irmã "Oh, Pidge, é como se eu estivesse voando!”. Engana-se quem pensa que o primeiro contato com o avião não assustou a menina,aos onze viu algo parecido pela primeira vez,o pai estimulou que ela e as irmãs voassem nele,mas ela preferiu o carrossel.

 Amelia só teria contato com a geringonça anos depois,numa exposição. Ela estava visitando uma amiga e a exposição acontecia lá perto,quando o piloto avistou as duas lá de cima e foi com o avião em sua direção como quem diz "Veja como as faço correr",segundo ela. 

 Depois de tanto vai e vem,em 1920 ela foi a um campo de pouso com o pai,num voo de dez minutos. Ela disse que depois de estar a dez metros do chão,percebeu que tinha que aprender a voar. Dito e feito. Assim que pousou,tratou de aprender. Anita "Neta" Snook,outra mulher importantíssima para a história da aviação,foi sua professora.

 Amelia trabalhou duro para fazer as aulas de aviação e depois para comprar seu primeiro avião,um avião amarelo de segunda mão. Um homem já tinha cruzado um atlântico,uma socialite mostrou interesse,mas ao saber dos perigos decidiu convidar e patrocinar Amelia,que foi a primeira mulher a cruzar o atlântico.

Fred e Amelia
 A "Rainha dos Ares" se tornou importantíssima para a moda,por tempos costurou suas proprias roupas e acabou lançando sua grife. Mesmo que famosa pelo recorde no Atlântico,ela queria um recorde só dela (já que um homem já tinha cruzado o Atlântico) e foi a primeira pessoa a fazer um voo solo de ida e volta pela America do Norte. A vida pessoal de Amélia também foi interessante,tanto que gerou um filme, "Amélia" (mas não foi o único filme,outro foi "Uma Noite no Museu 2"). Ela tinha ideia liberal de casamento para a época,também nunca quis ser chamada pelo sobrenome de seu marido,e ria quando acontecia.

 Earhart decidiu fazer uma volta ao mundo,a primeira tentativa não deu muito certo,resultando num avião seriamente danificado,mas não significava desistir. Ela e seu assistente,Fred Noonan,partiram em Maio,no fim de Junho faltavam apenas duas paradas para chegar ao destino,mas não aconteceu. O avião sumiu. Transmissões de rádio provaram que eles tinham dificuldades para encontrar onde pousar,mas até hoje não se sabe o que houve. As teorias mais aceitas são de que faltou combustível e o avião caiu ao mar,ou que foram parar numa ilha deserta e morreram de fome e sede. O marido de Amelia fez buscas particulares,mas nem assim vestígios do Electra (nome dado ao avião) foram encontrados.



 A fama da aviadora era tão grande,que lendas surgiram na cultura popular. Disseram que Amelia estava espionando o Japão ,à pedido do presidente,e que ela ter sido descoberta foi o motivo de sua morte. Filmes e livros foram lançados,promovendo mitos como este. Disseram até que ela sobriveveu,foi morar em Nova Jersey e mudou o nome para  Irene Craigmile Bolam. Irene foi uma bancária que moveu até um processo pelos "danos sofridos" e por não ser a aviadora.

 Amélia também foi importantíssima na luta pelos direitos da mulher,já que sempre deixou bem claro sua opinião sobre as mulheres terem os mesmos direitos que os homens e serem independentes. Tá! Não vou prolongar este post,mesmo que esta mulher tenha muita história na bagagem. Fiquem com Deus,Conectados (este post foi um desafio pra você que não gosta de ler,hein!)!

Nenhum comentário:

Postar um comentário