Pular para o conteúdo principal

Resenha: O Teorema Katherine!


 No post de hoje farei uma resenha do livro que acabei mais recentemente e amei. O livro em questão é do escritor John Green,que ganhou grande popularidade escrevendo "A Culpa é Das Estrelas". O livro é "O Teorema Katherine",que mesmo envolvendo um pouco de matemática,é legal.
 O livro conta a história dum garoto super-dotado,Colin Singleton,e sua busca pela genialidade e importância no mundo. O garoto teve dezenove "namoradas" (aspas porque muitas delas duraram poucos dias,uma só foi namorada porque andaram de mãos dadas e a primeira repareceu e se tornou a décima nona) ,todas se chamavam Katherine e todas terminaram com ele. Arrasado com o termino do relacionamento com a K-19,ele é reanimado pelo melhor amigo,Hassan,e os dois viajam sem destino. São atraidos pelo tumulo dum arquiduque até uma cidade pacata,Gutshot,Tennessee. Lá eles conhecem Lindsey Lee Wells e sua mãe,Hollis,pra quem começam a trabalhar. Colin começa a escrever um teorema que consegue descobrir quando e quem terminará um relacionamento,talvez esta seja a grande chance de Colin ser lembrado,ser alguém.

 Não vou contar mais,vai ficar sem graça. O livro é cheio de surpresinhas que fazem você se desesperar junto com os personagens. O livro é considerado o mais "fraco" do autor,eu não li resenhas antes de lê-lo,foi melhor. Durante a leitura muitos diziam que o livro era muito chato,ou fraco,fico feliz de não ter ouvido as opinões antes de comprá-lo,pois se lê-se,leria com um pé atras e não estaria disposto a absorver a história.

Muitos se decepcionaram com o final,acho que por falta de entendimento. O livro é diferente de todos os outros,ele não espera as ultimas cinco páginas para resolver os problemas dos personagens,isto acontece do começo ao fim. Quando vemos crianças prodígio pensamos qual será seu destino,já que serão velhas demais para ser prodígios,o caso de Colin. Algumas crianças prodigiosas foram acompanhadas até o seu crescimento e elas não se tornaram gênios (o livro mostra a diferença entre prodígio e gênio. EX. UM GÊNIO CRIOU A MATEMÁTICA,UM PRODÍGIO TEVE FACILIDADE GRANDE EM APRENDÊ-LA). Aí vem o medo de Colin e a sua busca por alguma importância no mundo.

 Enfim! O livro pode não ser o melhor do John Green,mas não é o pio.É muito importante ler sem pé atras e disposto a absorver a história. Espero que tenham curtido o post,vale muito á pena ler o livro. 

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Betty Boop, a Verdadeira História

Apesar de não estar no ar em nenhuma animação no momento, Betty Boop é certamente uma das personagens de cartoon mais populares do mundo. Ela está por toda a parte, canetas, camisetas de times de futebol e até tatuagens de senhoras de meia idade. Mas qual a sua origem?

Inês, um retrato do Brasil

Em 2012, outro vídeo viralizava na internet. O que parecia ser só mais um meme passageiro trouxe a público uma personalidade pitoresca do país, que acabou por despertar simpatia em milhões de pessoas. Este alguém em questão é Inês Tânia Lima da Silva, mais conhecida pelo nome artístico de Inês Brasil, que, com um vídeo de inscrição para um popular reality show, viu nascer o sonho de uma carreira musical que a tirou da prostituição.

De Irmã de Kennedy a Ator de Hollywood: Vítimas Famosas da Lobotomia

Você tem depressão, alguma fobia ou questão psicológica? E se o seu médico receitasse a retirada de uma parte do seu cérebro como tratamento? Pode parecer bizarro, mas esta era uma prática comum no começo do século XX, chamada de Lobotomia. A intervenção cirúrgica desenvolvida pelo médico português António Egas Muniz perdeu popularidade por transformar os pacientes em verdadeiros vegetais quando não os levava à morte. À seguir, tratamos sobre algumas figuras conhecidas que foram vitimas do procedimento.