Pular para o conteúdo principal

Peça sobre a união e todos os sentimentos

 
olá! aqui é o Kauan,eu sou ator e sempre crio as peças pras minhas apresentações na escola,é insuportável e difícil encontrar uma peça que preste,se você quer uma peça com uma moral,sobre os sentimentos,que fale de união,veja a que está à seguir,na história estão o ANJO BOM(ANJO) e o ANJO MAU(DIABO) ,eles não são sentimentos,e nem são vistos pelos alunos na peça,eles são como as consciências ,cochichando nos ouvidos,veja abaixo:


(narrador)Num lugar distante e desconhecido os sentimentos e personalidades dos homens se reuniram em uma sala de aula.
(paciência) Você está linda hoje amor!
(amor) Ahh!! Você é um amor!
(ironia) Claro, está uma princesa.
(anjo mal) Guerra de bolinhas!!!
(anjo bom) Não! A professora vai se zangar!
(pessimismo) Ela vai colocar todos de castigo.
(otimismo) Nada disso! Ela nem vai perceber pessimismo!
(anjo mal) Dane-se a professora!
(professora) O quê?!... Quem disse isso
?
(falsidade) Ninguém falou nada pró.
(professora) Cale-se falsidade! ...Vocês estão prontos para a apresentação de Sexta feira?
(anjo bom) Sugiro que estudem bastante!
(anjo mal) Estudar?! Que besta!
(pessimismo) Todos nós vamos tirar zero otimismo!
(otimismo) Se acalme irmão! A falsidade disse que iria preparar tudo!
(paciência) Sejam pacientes! ...Preparou falsidade?
(falsidade) Ihh...esqueci...foi sem querer!
(ironia) Tenho certeza que foi sem querer!Todos sabem que não dá pra confiar nela.
( o anjo mal vai até a falsidade e diz: )
(anjo mal) Eita...vai deixar, vai deixar?
( e começa a discursão entre ironia e falsidade, e começa uma gritaria em toda a sala)
(professora) Chega!!!...A aula acaba aqui!...Se virem para a apresentação!
(a sirene toca e todos vão embora.)
NARRADOR- Todos voltam no dia seguinte, e tinha um aluno novo na sala.
(curiosidade) Quem é você?
(Junior) Por enquanto pode me chamar de Junior!
(amor) Vamos falar da apresentação. E amanha eu quero uma apresentação bem romântica!!
(timidez)Eu tenho vergonha! Não vou apresentar!
(concordância) Eu concordo!
(indecisão) Eu não sei se vou apresentar! Ainda estou indeciso!
(ironia) Como se você fosse decidido em algum momento indecisão!
(pessimismo) É melhor desistir!
(otimismo) Nada disso!...Precisamos é de um líder!
(Junior) Eu posso ser!
(anjo mal) Ele??? É melhor nem apresentar!
(anjo bom) Vamos dar uma chance a ele!
(alegria) Vamos ficar muito alegres se você fosse o líder!
(Junior) Ironia e indecisão consigam cola e idrocor!; Paciência seja paciente e encoraje a timidez! ; Otimismo e pessimismo consigam uma cartolina! ; Amor decore os cartazes! ; Se nos unirmos tudo vai dar certo!
(no fim da peça,entra o anjo bom e o mau,fora do personagem para finalizar)

(anjo bom)Todos foram bem e tiraram nota 10!
Junior na verdade era a união, o que falta algumas vezes,e em algumas situações.

(anjo mau)Mas que é fundamental para um bom relacionamento em
sala de aula

autor: KAUAN AZEVEDO.


ENTÃO É ISSO AÍIIII....(ANA CAROLINA) rsrs espero que eu tenha ajudado,use na sua escola,e comente se utilizar,por favor.

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Betty Boop, a Verdadeira História

Apesar de não estar no ar em nenhuma animação no momento, Betty Boop é certamente uma das personagens de cartoon mais populares do mundo. Ela está por toda a parte, canetas, camisetas de times de futebol e até tatuagens de senhoras de meia idade. Mas qual a sua origem?

Inês, um retrato do Brasil

Em 2012, outro vídeo viralizava na internet. O que parecia ser só mais um meme passageiro trouxe a público uma personalidade pitoresca do país, que acabou por despertar simpatia em milhões de pessoas. Este alguém em questão é Inês Tânia Lima da Silva, mais conhecida pelo nome artístico de Inês Brasil, que, com um vídeo de inscrição para um popular reality show, viu nascer o sonho de uma carreira musical que a tirou da prostituição.

De Irmã de Kennedy a Ator de Hollywood: Vítimas Famosas da Lobotomia

Você tem depressão, alguma fobia ou questão psicológica? E se o seu médico receitasse a retirada de uma parte do seu cérebro como tratamento? Pode parecer bizarro, mas esta era uma prática comum no começo do século XX, chamada de Lobotomia. A intervenção cirúrgica desenvolvida pelo médico português António Egas Muniz perdeu popularidade por transformar os pacientes em verdadeiros vegetais quando não os levava à morte. À seguir, tratamos sobre algumas figuras conhecidas que foram vitimas do procedimento.