07 março 2014

Entrevista Exclusiva Com o Diretor Sergio Mattar!

Sérgio Mattar

 A entrevista de hoje é com um dos entrevistados mais ilustres. Hoje minha conversa foi com o grande diretor Sergio Mattar,que já tem cinquenta e quatro anos de carreira e coleciona trabalhos de sucesso. Sou um grande admirador e fã de seu trabalho,depois dum pouco de pesquisa consegui o seu facebook e pudemos conversar. Espero que gostem (K - Kauan S - Sergio Mattar):


K- O senhor começou como cabo man e camera man naTV excelsior,como houve a transição para diretor? 
S - Nos anos de 1960,com 15 anos de idade,conhecí a TV Excelsior,uma televisão maravilhosa e muito criativa.Era a Rede Globo daqueles tempos. Conheci os bastidores de uma tv e entendí,naquele momento que aquilo seria a minha vida. E assim foi. Comecei muito modestamente,como cabo-man(auxiliar de câmera)e, esforçado como nunca,aprendi depressa o oficio de ser câmera. Dai fui um dos melhores câmeras da TV Excelsior e,talvez,do Brasil,naquela época... Daí,fui promovido a diretor de TV Na TV Bandeirantes.


Reny de Oliveira como Emilia.


 K - O senhor foi um grande fã do "Sitio do Pica Pau Amarelo"quando criança,acabou trabalhando na versão da Bandeirantes e chegou a ser diretor da versão da Globo,o que isso te significou? 
 S - Na TV Bandeirantes fui promovido a diretor e foi lá que pude ter a felicidade de dirigir o Sitio do Pica Pau Amarelo,programa que já era fã desde a época da TV Tupi. Anos depois fui diretor da melhor versão do Sítio em toda a sua história.O Sitio dos anos 1978/79.



K - Das versões anteriores à da Globo não restaram arquivos em vide o. Pro senhor que acompanhou, qual foi a Emilia mais marcante da tv? 
S - Na minha opinião a Emília mais marcante e única foi Lucia Lambertini,primeira Emilia desde a TV Tupi. Seu diretor foi Julio Gouveia e quem escrevia era a Tatiana Belink.


K - O senhor é documentarista,jornalista,musico,diretor e roteirista,há como escolher uma profissão preferida?
S - De fato,a musica,o jornalismo,ser roteirista e diretor de televisão e cinema é um Todo.É aquilo que você tem dentro de sí para ser desenvolvido e te completar. Estudei música por anos,assim como jornalismo ,fiz inúmeros estágios no exterior aprimorando meus conhecimentos em TV,etc... 


K - O senhor criticou a posição da Natália do Vale por estar esquecendo dos que a ajudaram a ser quem é hoje,acha que isto é essencial num artista,não esquecer de seus antigos parceiros?
S - A Natália do Vale é uma pessoa muito querida minha,até porque fomos casados e tenho um super carinho por ela. Mas uma coisa não tem nada a ver com outra coisa. A Natalia começou na TV Cultura de São Paulo,como apresentadora de aulas de geografia e história(ela é formada na USP em geografia). Teve todo o ensinamento dos profissionais da Cultura,o apoio do pessoal que dá sustentação à
emissora...cameras,eletrecistas,roteiristas,etc...os colegas,enfim... Em 1973,se não me engano,Walter Jorge Durst,grande escritor convidou a Natalia para um teste na Globo do Rio. Foi,se deu bem e entrou na novela Gabriela, de Jorge Amado,adaptada pelo Walter Durst. Eu já estava na Globo nesta época e fui um grande incentivador na carreira dela. É isto,ela cresceu e esqueceu de citar em suas milhares de entrevistas sua passagem pela TV Cultura,demonstrando humildade,humanismo e agradecimento aqueles profissionais que tantos fizeram por ela,lá atras... 

 K - Para os que os que estão começando e sonham com uma carreira,o que o senhor diria? 
 S - A gente está sempre começando,Kauan. Eu mesmo,com 54 anos de carreira,pareço um iniciante aqui nos Estados Unidos,trabalhando nesta máquina gigantesca de fazer doidos,com os mais modernos profissionais que já trabalhei. Tecnologia de ponta a ponta. Maravilhoso. Estou,de certa maneira,aprendendo. Quando você pensa que sabe...precisa estudar se atualizar e fazer. Televisão,assim com o cinema são máquina do Fazer. Te desejo uma belíssima carreira e que seus sonhos estejam de braços abertos a sua espera. Um Abraço do seu novo fã. Sérgio Mattar.


 Vocês não imaginam o tamanho de minha felicidade,agradeço muitissimo ao sr. Sergio Mattar que me deu toda a atenção e respondeu minhas perguntas,mesmo sendo muito ocupado. Hoje ele trabalha no exterior e continua contribuindo muito para a cultura de todas as formas. Fiquem com Deus e desejamos muito sucesso ao Sergio em todos os seus projetos futuros.

Um comentário: