Pular para o conteúdo principal

Antes e Depois das Integrantes do grupo Rouge

 O grupo Rouge foi formado em 2002, através do reality show Popstars.  Elas gravaram três CDs, participaram de filmes, programas de televisão, até o encerramento das atividades do grupo, em 2006. Karin, Aline, Fantine, Luciana e Li  Martins mudaram muito de lá pra cá. Vamos conferir um antes e depois das meninas!




Karin passou a se dedicar à carreira de atriz, participando de musicais teatrais, como Hair, novelas, como Aquele Beijo, e séries, como Pé na Cova e Sexo e as Negas. Hoje, se dedica à sua carreira musical, lançando seus próprios videoclipes e esteve em cartaz como protagonista do espetáculo "Dona Summer".



Fã-Clube Aline Wirley | Popstars



Aline Wirley saiu de sua cidade natal para estudar artes cênicas, mas acabou precisando atuar longe do meio artístico, de vendedora a empregada doméstica, até participar do Popstars e ver sua vida ser transformada. Depois do Rouge, ela fez participações especiais em álbuns de outros artistas, lançando seu primeiro disco solo em 2008, "Saudades do  Samba". Ela participa também de musicais no teatro, como "Tim Maia: Vale Tudo" e, posteriormente, lança o show "Ritualística", seu trabalho que mais gosto.

Exclusivo - Rouge - as meninas do Popstars   

Fantine Thó já fez muita coisa. Primeiro, estudou dois anos do curso de jornalismo, depois tornou-se salva-vidas. Em 2000, passa a tocar em barezinhos. Depois do Rouge, formou uma banda de rock com o seu irmão, foi morar na Holanda e se saiu bem no The Voice do país. Fantine lançou algumas músicas autorais em inglês, como "My World", e hoje é instrutora de Yoga.
Portal WCB News: DE VOLTA PARA OS BONS TEMPOS: Banda Rouge

Luciana Andrade sempre se interessou por música e conseguiu ser uma das cinco vencedoras do reality show, mas se decepcionou com as condições impostas pela equipe, deixando o Rouge em 2004. De lá pra cá, ela estudou música, cantou em comerciais e fez backing vocal para grandes artistas. Em 2012, lançou seu primeiro single oficial: "Mind and Heart".






 A proxima é a nossa Rouge rebelde...a LUCIANA ANDRADE!



 É,a Rouge Luciana sempre foi linda,eu curtia mais o estilo dela de antes né. Ela não ficou feia(não tem como deixar ela feia) só diferente mesmo...(QUE FIQUE BEM CLARO QUE ELA ERA BEEEM MAIS BONITA ANTES!).


 Agora vamos à Fantine Thó( eu lovee)...








 Na verdade,ela sempre foi linda,mas depois do Rouge ela evoluiu e ficou bem mais amadurecida e linda de verdade.



 Chegou o momento da que eu mais amo(junto com a Karin) a Patricia Lissah!(ou Lissah Martins nos dias de hoje!)...





 Ela parecia uma menininha e hoje é uma mulher linda,o cabelo no começo era meio bizarrinho rsrsr ,mas ela já era linda e hoje está aí arrasando,não como Patricia,mas como Lissah Martins!


 É isso aí gente,esse foi o nosso Antes e Depois de hoje,com as Rouge. Ficou super legal,eu espero que tenham curtido,abração e fiquem com deus!

Comentários

  1. Apaixonada Pelas Minhas Bonecas Poderosas <3

    ResponderExcluir
  2. Queria Poder Conhecer Todas Elas Principalmente a LUCIANA ANDRADE Minha Diva Forever

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Betty Boop, a Verdadeira História

Apesar de não estar no ar em nenhuma animação no momento, Betty Boop é certamente uma das personagens de cartoon mais populares do mundo. Ela está por toda a parte, canetas, camisetas de times de futebol e até tatuagens de senhoras de meia idade. Mas qual a sua origem?

Inês, um retrato do Brasil

Em 2012, outro vídeo viralizava na internet. O que parecia ser só mais um meme passageiro trouxe a público uma personalidade pitoresca do país, que acabou por despertar simpatia em milhões de pessoas. Este alguém em questão é Inês Tânia Lima da Silva, mais conhecida pelo nome artístico de Inês Brasil, que, com um vídeo de inscrição para um popular reality show, viu nascer o sonho de uma carreira musical que a tirou da prostituição.

De Irmã de Kennedy a Ator de Hollywood: Vítimas Famosas da Lobotomia

Você tem depressão, alguma fobia ou questão psicológica? E se o seu médico receitasse a retirada de uma parte do seu cérebro como tratamento? Pode parecer bizarro, mas esta era uma prática comum no começo do século XX, chamada de Lobotomia. A intervenção cirúrgica desenvolvida pelo médico português António Egas Muniz perdeu popularidade por transformar os pacientes em verdadeiros vegetais quando não os levava à morte. À seguir, tratamos sobre algumas figuras conhecidas que foram vitimas do procedimento.